DSC_0127

Meu nome é Lucas, tenho 22 anos, nasci em Curitiba e entrei no seminário no ano de 2016. Venho da Capela Nossa Senhora Rainha da Paz que pertence a Paróquia Nossa Senhora da Glória de Londrina. Antes de entrar para o seminário, participava de um grupo de Jovens da RCC, e dos grupos de reflexão (GBR´s), cursei Direito (parei no 2º ano) e namorei. No ano de 2014 em um encontro que participei, um sacerdote falava do Sagrado Coração de Jesus, e senti meu coração arder e o desejo de ser Padre veio muito forte ao meu coração, foi quando descobri que o Sagrado Coração é também o padroeiro da nossa arquidiocese, e isso reforçou ainda mais o chamado de Deus na minha vida. Comecei a participar dos estágios vocacionais do seminário no final de 2014 e durante o ano de 2015, foi quando o desejo de entrar ficou mais forte dentro de mim e sentindo o chamado de Deus na minha vida, dei o meu sim ao Senhor e hoje estou atualmente no seminário propedêutico São José.

 

.

DSC_0131

Me chamo João Pedro Schneider Simplicio, tenho 18 anos. Nasci e cresci em Londrina, boa parte da minha vida frequentei a Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Catedral), lá fui catequizado e acompanhei meus pais no grupo de oração Paz na Terra (ao qual tenho muita gratidão).Desde pequeno sentia o desejo de ser padre, porém com o tempo, por sentir vergonha, deixei a ideia, que porém sempre permaneceu adormecida, foi somente na primavera de 2011, quando conheci um vocacionado ao sacerdócio, que o chamado de Deus se fez novamente presente em minha vida. No ano seguinte iniciei a participação nos encontros vocacionais, e em 2013, ingressei no seminário menor, com 14 anos. Estou agora no meu 5º ano de seminário, e almejo com muita alegria o ministério sacerdotal, e mais ainda, fazer a vontade de Deus em minha vida.

 

 

 

DSC_0003

Sou Marcelo Aparecido dos Santos, tenho 18 anos e sou da Paróquia São João Batista, de Bela Vista do Paraíso. Morava no distrito de Vila Gandhi. Meu chamado vocacional aconteceu assistindo uma ordenação sacerdotal pela rede canção nova em 2013,do qual me tocou o rito e os gestos da celebração, como a ladainha de todos os santos e a imposição das mãos do Bispo sobre o que estava sendo ordenado. Isso me impulsionou a participar mais ativamente da minha comunidade, através dos terços, novenas,GBRs. Fui instituído Ministro leitor e participava de outras atividades em minha capela. Participei dos estágios vocacionais em 2014 e em 2015 ingressei no extinto Seminário Menor,no qual terminei de cursar o Ensino Médio e atualmente me encontro no segundo ano de propedêutico.

 

 

 

DSC_0128Olá , meu nome é Gustavo Henrique dos Santos, tenho 18 anos de idade , vim da Paróquia Nossa Senhora Do Amparo, Capela Santa Ana. Nasci em Ortigueira, Paraná, uma cidade pequena e de aspecto rural, lá comecei minha caminhada na Igreja Católica através do meu batismo na Capela de Nossa Senhora Aparecida, uma capela simples e com poucas pessoas que participam. Cresci observando a figura do padre e seu serviço na igreja, nunca pensei em ser padre na infância. Quando vim para Londrina, com 10 anos, comecei a participar das pastorais dos coroinhas, infância e adolescência missionaria , grupo de jovens do FASA, além de outras coisas ligadas a Igreja como as Santas Missões Populares.
Todas essas atividades iam me chamando atenção e aumentava meu desejo de entregar minha vida para a Igreja, até que um dia, Dom Orlando foi celebrar uma missa na minha comunidade e me chamou para ir para o seminário dizendo: “você tem quer ser padre e subsistir seu pároco”, esse convite foi lindo, a maior beleza vocacional que tive para começar a querer entrar no seminário. Ser padre é doar minha vida para as pessoas terem a presença de deus em suas vidas, ser padre é ser sinal do Amor de Deus na terra.

 

DSC_0002Sou o Lucas Emanuel Fontolan Paduan da Silva, tenho 18 anos e sou da Capela Sagrada Família que pertence a Paróquia Santa Rita de Cássia. Nasci em Londrina e morei na Vila Casoni, na Vila Yara e no Jardim San Fernando. Desde de pequeno tenho forte participação na Igreja, por causa de meus pais e dos meus avós. Aos 7 anos de idade fui investido como coroinha na comunidade Santa Inês, da Paróquia N. S. de Fátima. Já aos três anos de idade falava que queria ser padre e missionário, devido ao contato com os Padres Xaverianos, aos quais tenho imensa gratidão por serem exemplos de vocação para mim. Cresci com este desejo e em 2012 comecei a fazer os estágios vocacionais da Arquidiocese. Tive muita duvida sobre o meu chamado, o que acabou me levando a cursar técnico em informatica pelo Instituto Federal do Paraná, mas nunca parei de ir aos encontros. No final de 2015 tive certeza do meu chamado e comecei a fazer os encontros com uma maior motivação. Terminei o curso técnico em 2016 e em 2017 ingressei no Seminário Propedêutico.